Home » Uncategorized » Noel e as famílias

Noel e as famílias

child-577010_1920Quando dezembro começou, minha expectativa de natal já estava totalmente distorcida. Aguardei a chegada da cirurgia de minha filha que estava marcada há uns 30 dias.

E assim se deu: dia 12 estávamos todos no hospital: ex-marido, filhos, noras, genros. Todos girando em torno daquilo que mais importava.

Minha filha decidiu por uma cirurgia bariátrica e nós (eu), concordando ou não (mãe velha não manda mais), estávamos envolvidos na coisa toda.

Entre dividir o tempo no hospital e consultório, me deparei com o pensamento de que estamos há  duas semanas do natal.

-Preciso escrever um texto sobre o natal, pensei eu. Mas como, se minha cabeça está em outra coisa? Nada de natal! Só penso na cirurgia e na minha filha que irá viver um grande período de recuperação intensa, onde deverá passar por uma abstinência alimentar e ser submetida a uma adaptação a uma nova vida que exigirá dela horrores.

Vamos desmarcar a ceia? Como fazer uma ceia diante do quadro? Não, vamos fazer uma sopa chique que aí fica tudo bem. Todos nos empenharemos em não comer  para não perder o clima do natal, mas vamos fazer o natal, com decoração, presentes, todo mundo junto mesmo assim.

Bem, isso tudo me fez realmente pensar no natal. Na grande e definitiva razão do natal: A família!

De repente me veio a luz. Mesmo que eu não esteja na correria das lojas e compras e comidas, estou aqui fazendo um esforço para manter a reunião da família. E então, afinal, nada está distorcido!

Hoje as famílias são de uma diversidade enorme. Tudo está muito mudado (graças a Deus!). Casamentos gays, ajuntamentos, ficantes, filhos dos outros casamentos, tudo junto e misturado, solteiros convictos, filhos adotivos… Mas o importante é relaxar e aproveitar.

O Noel só fica feliz se apreciarmos e avalizarmos nossas famílias.

Todo fim de ano, a data cristã mais conhecida no mundo, vai servir para , de uma forma ou de outra, encararmos o fato de que temos afetos importantes a conservar e este é o sentido simbólico deste dia em que se comemora o nascimento do menino Jesus.

Natal é nascimento e através da figura de Jesus, entendemos que o maior presente é nos sentirmos protegidos no ceio da família. Trocamos presentes e nos alimentamos juntos, simbolizando todos os anos um renascimento familiar. Como se disséssemos: estamos aqui, estamos juntos e estamos para o que der e vier.

Nossa ceia vai ser sopa, mas os corações estão cheios de amor.

Feliz Natal a todos!

Carmem Farage

Carmem Farage

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *